Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Meu Diário
05/11/2008 21h26
O POVO AMERICANO GABEIROU!!!
Lílian Maial


É...  E a "onda verde" chegou nos Estados Unidos como "onda chocolate".  Com a diferença que lá não tem feriado antecipado. Lá o povo se mexeu, acordou, se empenhou na mudança, optou por não se acomodar.

american way of life ficou ecoando nas cabeças de milhões de norte-americanos, como algo ultrapassado, antigo, bolorento, e resolveram sacudir a poeira, espanar o mofo, e arriscar.  A quebra de um dos maiores bancos americanos, há pouco mais de 1 mês, deflagrou uma crise em cadeia, com comprometimento direto na famosa estabilidade ostensiva do povo americano.

A casa própria, o sonho americano, a prepotência e arrogância desabaram, muito provavelmente, junto das torres gêmeas.

Aqueles aviões pilotados por muçulmanos - povo sempre subjugado - deixaram um imenso rombo na AMÉRICA, muito maior que os buracos nos prédios. Atingiram a população em seus cromossomos, diretamente na falsa segurança que os donos-da-cocada-preta costumam ter. Ficou exposto o calcanhar de Aquiles, e algo novo e urgente precisava ser tentado, não mais em forma de guerras, invasões, golpes de estado. Não! O mundo todo está no mesmo barco! Aquecimento global, tecnologia atômica, falta de alimento, superpopulação, economia virtual: todos no mesmo barco. Não se trata de direita ou esquerda, cristão ou ateu, árabe ou judeu, branco ou preto, pobre ou rico. Trata-se da espécie humana! E aí, meus caros, aí a velha cultura da guerra fria, da inteligência, do burreau, dos golpes e do engana o povo, de repente, não servem mais. Nada disso irá restituir a casa própria, o rombo financeiro, a credibilidade e estabilidade da moeda americana. Mais que isso, nada disso irá recuperar a confiança no modo de vida americano.

E aí, quando ninguém poderia supor, surge um homem completamente diferente do estereótipo do político americano, começando pelo fato de ser um afro-descendente, quiçá com ancestrais muçulmanos! E esse homem não promete mundos e fundos, não ataca países pobres, não defende hegemonia mundial, mas apela para que o povo cure suas próprias feridas, recupere a dignidade e a confiança, trabalhando!  Sim, trabalhando! Trabalhando, dando o próprio suor, reaprendendo a construir seu futuro, sem necessariamente comprometer o futuro de outos povos ou raças. Um negro ensinando a ser apenas americano.

Vamos torcer para que não venha a ser assassinado, como John F. Kennedy, ou Lutherking. Os tempos são outros, a esperança é verde, e precisa ser, lá também, a última a morrer.

Os brothers Gabeiraram! Botaram pra quebrar, ou melhor, para consertar!
Então que mostrem ao mundo, ao Brasil, que essa onda pega!!!

**********

Publicado por Lílian Maial em 05/11/2008 às 21h26
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet