Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos

POEMA PARA MINHA FILHA
POEMA PARA MINHA FILHA
Lílian Maial


Os caminhos são tantos,
Tantas portas por abrir...
Meu universo toca o dela,
Quero passar meus valores,
Minhas órbitas,
Tentar evitar a colisão,
Mas ela é seu astro,
E tudo o que posso
É esperar.

O núcleo é incandescente,
E sorrio no contorno de seu rosto.
A nova mulher é tão menina,
Como eu,
Tão segura,
Como eu,
E é mais ela do que eu.

É flor, botão, caule e raiz.
E eu, que me nutro de dúvidas,
Quero a seiva que circula em seu olhar.
Clorofilo meus receios,
Para exalar certezas.
Fotossintetizo os silêncios
- Um certo respeito de tronco -
Somos frondosas.

Sem inverter os papéis,
Sou mãe e guia,
Amiga e filha,
Mas nem tanto.
Sou o alicerce sob seus pés,
O trampolim de seus saltos,
A mão aberta da liberdade do vôo.
Mas sou também o ninho,
O galho do pouso,
O sol que aquece,
O ar que sustenta,
O bico que alimenta.

Enquanto que ela é minha antítese,
A guerreira que respeito,
A fé nos meus conceitos,
O novo da rebeldia,
A luz do momento escuro,
A revisão do meu passado
E a perfeição do meu futuro.


**********************
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 02/11/2005
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet